Instagram

Entre agulhas e outros hobbies é aqui que me encontram ! @uma.pausa.para

11 de abril de 2016

Um par acabado, outro começado

Só tem-me apetecido tricotar meias, pois é um trabalho pequeno, útil e sobretudo, se for todo tricotado em malha de meia, super relaxante usando a técnica de magic loop ao invés das 4 agulhas (que é a que eu preferia antes de saber usar o magic loop com agulhas circulares). Todos os serões pelo tempo que, familiarmente, me é possível, tricoto com os olhos ora na TV ora no tricot mas isso só se for tricot em meia porque as meias que tenho agora nas agulhas, que serão uma oferta para a minha mãe, essas faço-as durante algumas pausas durante o dia, mesmo sendo com torcidos simples e recorrendo ao conta carreiras que comprei e ainda auxiliando-me com o nr de carreiras como cábula no esquema das instruções (Socks on a Plane, da Laura Linneman) - onde numerei segundo a minha ordem de carreiras e fazendo comparação com o conta carreiras sei onde me encontro e não começo a tricotar os torcidos cedo ou tarde demais - no entanto já dei por mim a não rodar os números do conta carreiras e a deixar-me levar e perder-me nas contagens e perder tempo a tentar saber onde realmente me encontro, por isso opto por tricotar estas meias só mesmo durante o dia e quando impera o silêncio cá em casa.
Eu que já tricotei meias mais trabalhadas como estas, estas e estas (as duas últimas seguindo as mesmas instruções) agora ando meio a medo de arriscar tricotar esquemas mais trabalhados e ter projectos enconstados e tenho tantas instruções em mente para testar...
Uma coisa é certa, estou a adorar tricotar sempre da mesma forma,  seguindo a orientação toe-up e as instruções do Fish Lips Kiss Heel para os dedos e calcanhar... e como já sei o número de carreiras ideal para o meu pé só preciso mesmo de arriscar em adaptar as instruções que pretenda às malhas que tenha. Inicio com o turkish cast on (ver links úteis) depois faço o FLKHeel e quando terminado continuo a tricotar circularmente até atingir o tamanho desejado, depois tricoto o calcanhar e quando terminado faço a parte da perna.  O processo já está de tal forma memorizado que nem me apetece aprender outras formas de iniciar as meias ou de fazer o calcanhar...

Espero que não vos 'aborreça' ;o) muito com esta saga de meias, mas neste momento é mesmo só o que me apetece fazer ;o) Boa semana para vocês !

 uma meia do avesso a outra do direito, para verem como ficam as zonas dos dedos e calcanhar

 O Jeny's Surprisingly Stretchy Bind off (ver Tutoriais) em canelado 2/2 - o meu favorito ao invés do 1/1

 consegui um par quase idêntico graças à lã em si que é deliciosa de se tricotar


 A meias que tenho nas agulhas

 a cábula para tentar não me perder...

7 comentários:

  1. As matizadas são lindas mas este entrançado...vai ser um sucesso!
    Bom trabalho e bj amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Graça, espero que a minha mãe goste ;o)Beijinho

      Eliminar
  2. Olá Susaninha, adoro as tuas meias e para mim, nunca são demais. :) Gosto muito dessas com fio matizado, mas também estou a gostar imenso das da trancinha... estou desejosa de ver o resultado. Obrigada pelas deliciosas partilhas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lete, obrigada pelo carinho ;o) A lã das meias às 'riscas' é muito boa de se trabalhar e a usar gosto muito, é um bocado dispendiosa mas ainda assim vale o investimento. A que estou a fazer para a minha mãe é bastante simples e ainda assim perco-me com facilidade, com um olho nela e no meu filho mais novo sai asneira de certeza. Comecei outro par (credo, estou mesmo viciada ;o) e é de tão fácil memorização que já está maior que a da trança ;o) passou-lhe à frente ;o) Beijinho

      Eliminar
    2. Mostra, mostra!:):):) Também sou viciadinha em meias, tenho dois pares começados, viva! Beijinho, queriducha!!

      Eliminar
  3. Verdadeiro talento na arte do tricot.
    Parabéns.
    Bjus

    ResponderEliminar
  4. Tb concordo que meias nunca são demais. E as tuas ficam smp tão giras

    ResponderEliminar