Instagram

Entre agulhas e outros hobbies é aqui que me encontram ! @uma.pausa.para

7 de julho de 2015

Bandeirinhas em tricot - passo-a-passo



É com grande entusiasmo que partilho este passo a passo com voçês. Há tanto tempo que queria fazer um mas sobre algo em tricot, mas sempre saí vencida nas minhas tentativas, achava que não seria fácil ser clara, que as fotos não seriam explícitas, que os vídeos seriam muito pesados em tamanho e difíceis de partilhar aqui e depois adicionar texto a eles, porque tentei fazer com voz mas acho que não me saia bem. Mas aqui estou com um passo a passo (PAP) que apesar de ser um trabalho bastante acessível a quem sabe mexer no básico de tricot não se foca em como pegar nas agulhas, na lã, como se faz meia ou liga. Fica subentendido que quem tenta fazer estas bandeirinhas que já saiba pelo menos isso e se não souber posso futuramente fazer uma compilação de vídeos que existam na internet a explicar este modo de tricotar tão característico do nosso país pois já li e vi muitas vídeos e só mesmo portugueses trabalham o tricot desta forma.

Em primeiro lugar mostro-vos uma tabela que explica de uma forma fácil como se organizam as malhas na agulha por cada carreira. Utilizo a numeração da 1ª coluna à esquerda para servir de guia. Mas os números de que mais falo em todo o PAP é mesmo o 1, 2, 3 e 4, pois eles são a base de toda a repetição que se faz para se poder chegar ao fim das bandeiras. Uso a numeração 0 (zero) no inicio para poder manter o 'raciocínio' do 1 ao 4 como base de repetição. Do zero ao zero ponto um (0.1) e dois (0.2) é uma forma de separar o principio das bandeiras já que essas 3 etapas não se repetem para as seguintes. Os aumentos (aum) são feitos de 4 em 4 carreiras (1 de cada lado), sendo as três primeiras (1-3) trabalhadas sempre em meia) e a última carreira, a 4, é onde se fazem os aumentos, sempre antecedidos por uma malha em meia (no princípio da carreira) e precedidos por uma malha em meia (no fim da carreira) - esta malha em meia no princípio e fim costuma-se chamar de malha de ourela. Cada bandeirinha está terminada quando tivermos 27 malhas na agulha, após a carreira 48 (ver tabela) fazemos mais 3 carreiras sempre em meia e depois iniciamos outra bandeirinha, conforme é explicado nas imagens seguintes deste post.

Já li e reli este post e julgo não existirem erros, no entanto podem existir correcções a este post futuramente.




Seguidamente mostro-vos um video que, se não me falha a memória, explica até à carreira nr 12. Neste video podem ver como monto as malhas e como coloco o fio de sobra para depois servir de 'marcador' para sabermos qual o lado do trabalho em que se faz os aumentos, ou seja, nas carreiras pares, de 4 em 4.
Nesse video podem também ver como faço os aumentos, que é curioso eu nunca ter visto até hoje alguém fazer assim, mas gosto particularmente porque não mexe com carreiras anteriores e na minha opinião assenta bem na continuidade do ponto mousse. Estes aumentos também são mostrados no conjunto de fotos já a seguir ao video.


No fim deste parágrafo mostro um conjunto de imagens onde explico como inicio a 5ª bandeirinha e a forma como faço trabalhando com uma agulha circular por forma a trabalhar de forma seguida, mantendo-as todas juntas e na ordem de cores que quero e prontas quando todas feitas para poderem ser unidas, ou seja, que estejam todas com o mesmo lado do trabalho coincidente para depois a união das bandeirinhas manter a mesma estrutura do ponto mousse ou garter stitch para quem está habituado aos termos em inglês. No canto superior direito de algumas fotos podem encontrar concordância com a numeração da coluna à esquerda da tabela que mos mostrei inicialmente.



No conjunto de fotos que se segue mostro como faço o começo da união das bandeirinhas e como seguro a ponta do fim da bandeirinha, que se não se fizer nada dela irá sempre abrir a última malha. Se acompanharem estas fotos e o video seguinte espero poder ser clara quanto a esta parte que não dispenso. No final mostro-vos o resultado. Após termos executado todas as bandeirinhas podemos verificar que todas têm as pontas do fim de cada uma do mesmo lado (ver 1ª foto do conjunto anterior de fotos). Convém notar que temos que começar do lado em que a carreira anterior se apresente em liga, para podermos continuar com o ponto mousse/garter stitch. Iniciaremos a união das bandeirinhas. Preferi o branco.



A faixa que une todas as bandeirinhas consiste em 2 carreiras trabalhadas em meia e uma última de remate das malhas em liga


Começo da união das bandeirinhas



Prender pontas das bandeiras durante a união das mesmas



O nó obtido do tricotar com 2 fios e posteriormente tricotar apenas com 1. (imagem presente no vídeo anterior)


Rematar malhas



Decoração com franjas








O cordão que fiz para ser usado para pendurar as bandeirinhas consiste no que é explicado neste video. Não é muito fácil manobrar pontos que temos que tirar da agulha mas com alguma prática conseguimos fazer um bom tamanho em tempo razoável, o segredo é ir esticando o cordão por forma aos pontos se ajeitarem entre si. Também é possivel fazer com agulhas de 2 pontas, em tricot, este vídeo também explica como se faz. Bom mesmo é ter aquelas pequenas  máquinas de fazer cordão mas eu como não tenho faço destas 2 formas. Quando termino de rematar as malhas da união levanto 2 malhas na lateral branca ficando com 3 malhas na agulha e daí faço o cordão. Na outra ponta da faixa de bandeirinhas levanto 3 malhas com agulha de crochet ou até mesmo de tricot e começo o cordão. Não fiz nenhum video ou conjunto de imagens a explicar porque julgo serem bem explicativos os links que sugeri. Em alternativa podem fazer um cordão de crochet normal (correntes).

A decoração com as letras é opcional. Usei uma fonte de letra, aumentei conforme o tamanho desejado, recortei o feltro e depois colei. Existem letras ou números autocolantes para o efeito que colam bem na lã.

aqui está a prova de como não é fácil fazer estas coisas, de joelhos, com uma caixa em cima de outra, braços apoiados, máquina à frente e tricotar quase sem ver a não ser na máquina. A esta hora o relógio apontava para as 2 e tal da manhã pois tinha mesmo que acabar as bandeirinhas para oferecer no dia seguinte e fazer o PAP ao mesmo tempo ,o)

2 comentários:

  1. opá que trabalheira tu tiveste, mas nós adorámos as prendinhas. Aliás, toda a gente como viste! Foi tudo tirar fotos!Obrigado, e pela vossa presença tb. esqueci-me de vos dar a lembrancinha, e tb temos os chinelos do G. lol temos mesmo que marcar qq coisa soon!!! beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se puderes envia-me uma das fotos com as 2 banderinhas penduradas, esqueci-me de o fazer ;o) Já é tradição esquecer qualquer coisa não é? é a desculpa para novo ajuntamento eheh Beijicas

      Eliminar