Instagram

Entre agulhas e outros hobbies é aqui que me encontram ! @uma.pausa.para

1 de abril de 2015

Veio para ficar

o meu gato Cocas aqui mesmo ao lado, na imagem do blog. Não fazia sentido ter lá um desenho de um qualquer gato quando eu tinha um que para além de lindo era uma doçura. Apesar de ter agradecido a cada um dos comentários que deixaram no post anterior a este, quero agradecer mais uma vez, estou de coração cheio. Assim cada vez que abrir o blog ele está aqui de certa forma a fazer-me(nos) companhia. Mas o Cocas foi-se e ficou uma menina uns 2 anos mais velha que ele e que ao contrário dele tem 'vendido' saúde e apesar de ser menos dada às pessoas, nota-se que anda triste e carente. Quem sabe também a junte à imagem do blog ;o) Na foto em baixo mostro eles, o meu 'par de jarras' a contemplar o poncho que fiz em granny squares, na altura ainda faltava metade do poncho para estar terminado. 
Há 2 dias que não pego nos novelos e a tristeza maior de ontem valeu-me um olho muito mas mesmo muito inflamado e dorido, que precisa de descansar. Mas com episódios como o de hoje quando o meu filho mais velho abre a porta para dar de comer à gata e chama a plenos pulmões por «Pituxa, Coquinhas!!», mesmo eu tendo explicado que ele nunca mais ia voltar, é um tanto difícil de descansar os olhos....
Boa semana para vocês !

my cats:yellow:Cocas; gray/white: pituxa

8 comentários:

  1. Tão bonitos!

    Não tens que agradecer!

    Imagino que assim não seja fácil! Até eu estou emocionada!

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Susana fiquei triste com o que aconteceu ao Cocas... adoro animais. Vivi a minha infância e adolescência numa quinta com inúmeros animais, tive gatos mas a minha paixão sempre foi por cães. No campo era diferente havia espaço e condições para ter animais, há 5 anos não resisti e odoptei um cão que foi comprado por alguém que desgostou dele porque afinal não era bonito, não era de raça pura mas sim fruto de um cruzamento de yorkshire com outra qualquer. Não resisti ao olhar ternurento do bicho a pedir:" leva-me contigo porque aqui não sou feliz!

    É a minha sombra, um amigo para a vida, às vezes olho para ele e penso que um dia se for 1º do que eu vai doer, porque não é só um cão.

    O tempo resolve quase tudo, o que importa foram os bons momentos que passaste com o Cocas!

    Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário Fátima ! Já no domingo no dia do encontro eu antes de estar convosco andei à procura dele e só o encontrei de tarde quando regressei... ele voltou a ter uma recaída e o sistema imunitário dele voltou a ficar muito debilitado. A minha ultima gravidez foi passada quase toda em viagens ao veterinário e ele curou-se de um problema advindo da baixa imunidade (Sida felina) e ao fim de 5 meses depois de ficar bom do olho e gengivas voltou a adoecer mas notei que desta vez foi de uma forma severa e rápida e não quis submete-lo a mais tratamentos e despediu-se entre nós mas ainda assim com 2 dias de algum sofrimento... Todos os animais que tenho ou tive aqui no campo eram todos sem dono ou maltratados/doentes, tenho uma cadela de grande porte que chegou aqui num estado lastimável, hoje vende saúde mas passou um mau bocado até ficar boa... Nem a pássaros consigo ficar indiferente...
      Beijinho e muita saude para o teu Spyke ;o)

      Eliminar
  3. Pois, é o que falávamos no meu blog há uns dias... eles não conseguem perceber que a morte e definitiva e vai levar tempo até se habituar à não presença do Cocas. beijocas

    ResponderEliminar
  4. Olá Ana, compreendo muito bem o que estás a passar :( eu também já pedi um e nunca mais isto aqui foi igual, sei dar valor ao que estás a passar.
    Mas o pior mesmo realmente é os miúdos pequeninos compreenderem que o animal que partiu não volta mais, tens de ter força para ti e para o filhote porque o Cocas está sempre na memória dele e vai levar tempo até se habituar, mas vai chegar esse dia. Beijinhos

    ResponderEliminar