29 de setembro de 2013

WIP's

Acho que bati o meu recorde de peças 'in progress' ;o)

1. Casaco em crochet (comecei as mangas hoje) - oferta de aniversário para o meu filhote
2. Echarpe crochet (inspiração daqui, esquema daqui - é preciso registo) - outra oferta de Natal
3. Manta de hexágonos - oferta de Natal
e muitas ideias a saltitar na minha cabeça...

Tenho estado a adorar fazer a echarpe cinza com carreira bege e azul (este últimos são novelos que me sobraram de outros trabalhos: o bege da minha colcha de granny squares e o azul do meu poncho). O esquema é muito fácil de memorizar e à 5 carreira já não precisava de esquema ;o)

Bom Domingo ;o)

esta será para a minha mãe


27 de setembro de 2013

Echarpe flores japonesas - terminada

E chegou a tempo do fresquinho pena é que vai ter que esperar pelo Natal ;o) Gostaria de ter fotos melhores mas o dia por cá está muito cinzento e chuvoso...




26 de setembro de 2013

Recomendo

o casaquinho que estou a fazer para quem quiser oferecer uma roupinha de bebé a alguém. Não é difícil de fazer (na gola derrapei um bocado, pois tenho pouca experiência a fazer diminuições/aumentos em crochet) e é rápido, muito rápido mesmo. Acabou-se a lã vermelha e como tenho que ir comprar mais lã branca para os hexágonos desta manta junto tudo na mesma viagem. Só me falta fazer as mangas, capuz e acabamentos dos botões (essa parte também acho que vou demorar um bocado a assimilar, mas chego lá ;o) Já estou a pensar na decoração do casaco e lembrei-me de fazer uma estrela em cinza escuro (o que estou a usar nos hexágonos) e costurar nas costas, acho que ficaria um mimo, a minha cara mesmo, e para isso seguiria o esquema de estrelas que tenho guardado para a colcha de estrelas  que um dia destes tenho que começar.


algumas das estrelas que fiz para a colcha de estrelas

25 de setembro de 2013

Um novo casaco, mas em crochet

Tinha namorado um casaco destes à dias e fiz download das instruções, Hoje coloquei mãos à obra (para desanuviar a mente) e já acabei as costas. Estou a usar a lã vermelha que tinha guardada para a colcha de estrelas mas como o meu filho tem poucos casacos e o único que fiz para ele é muito quente e grosso, queria um casaco para ele não tão quente e de capuz, sempre quis fazer um casaco de capuz, este será o meu 1º trabalho de vestir em crochet.

24 de setembro de 2013

Em modo hexágono

Nos últimos dias tenho-me apenas dedicado à manta de hexágonos. Estou a adorar a combinação das cores e dei descanso ao azul no crochet, estive quase tentada a inserir o azul nesta manta mas depois achei demais.  Criei um padrão com 24 combinações de cores depois conforme o tamanho pretendido tenho que respeitar esse mesmo padrão e para não me perder fiz uma tabela para me guiar na elaboração dos hexágonos que tenho que fazer. Quando publiquei pela 1ª vez o post da manta anexei a foto do esquema com algumas alterações que fiz mas acabei por retirar pois as alterações acabaram por ser mais profundas e não queria induzir em erro. Experimentei fazer tal como estava no esquema e saía mal, quer para as faces rectas quer para os cantos o esquema pedia 3 correntes e isso não resultava bem, depois alterei para apenas 2 correntes nas faces mas depois cheguei à conclusão que alterei a orientação do hexágono e fiquei meio perdida. Optei pela forma que fiz, depois publico as alterações e o original.

23 de setembro de 2013

Para celebrar o Outono: o poncho

Acabei o poncho ontem, foram muitas pontas e pontinhas por rematar. O outono já chegou e o dia hoje apesar de ainda ameno já cheira a Outono e mentalmente adoraria enroscar-me no meu poncho, mas só mentalmente porque ele ainda é muito quentinho para agora ;o) Adoro ver-me com ele vestido. Olhando-me de cima a baixo acho-o enormíssimo mas vendo-me ao espelho ou nesta foto que publico não o acho exageradamente comprido, tenho visto em modelos de revistas de tricot e crochet ponchos muito mais compridos que o meu.
O poncho foi todo 'costurado' em join-as-you-go e isso valeu-me alguns erros ao unir e ter de desmanchar uma vez ou outra o que fazia por estar a confundir qual a zona que teria de unir quadrados.

O fundo da foto não é o melhor, mas foi o que deu para publicar aqui ;o)

como compus o poncho e uni uma lateral à outra, tudo em join-as-you-go

o detalhe simples da gola, era para fazer o bordo mais elaborado mas no fim preferi assim, simples.

detalhe do bordo



21 de setembro de 2013

A minha 1ª manta de hexágonos

E não vai ser para mim.... Ohhhh... Ontem vim com lãs fresquinhas da loja: um novelo turquesa para acabar o poncho e sobrar lã para o que me apetecer; e mais 3 novelos para começar uma manta para oferecer no Natal, esta será para a sogra. Quanto às cores: como coloquei em standby a colcha de estrelas do meu filho (não que eu já não goste dela, no entanto acho que a cama nova só compraremos lá para meados do novo ano e não me quis adiantar nesse aspecto) optei por usar o novelo branco e o amarelo (que fazia parte da paleta de cores da colcha) neste projecto natalício. De certa forma fui um pouco condicionada pelas cores disponíveis na loja e queria MUITO usar a lã Pradera, da Lanas Stop (apesar de no rótulo do novelo não indicar a marca Lanas Stop) é tão mas tão macia, para 100% acrílico é uma lã que me faz sonhar, a sério ! Vim de là com um novelo laranja, verde e cinza, eu bem queria um cinza mais claro, mas não tinha :o( mas à mesma trouxe o novelo cinza mais escuro... ! 
A manta terá fundo branco e hexágonos coloridos, de padrões diferentes, o que me permitirá trabalhar os hexágonos primeiro e poder uni-los noutra altura. Com o poncho como tinha muita variedade de padrões tornava-se dificil juntar quadrados porque a cor final para cada um seria sempre diferente e seria escolhida quando unisse uns aos outros. Com esta manta quis facilitar mais esse aspecto.

na foto o verde parece mais pálido do que verdadeiramente é.


o meu estudo de cores e a disposição do padrão em baixo por forma a não repetir a ultima carreira de cor entre os hexágonos contíguos e usando todos os padrões de cores que numerei de 1 a 24.


20 de setembro de 2013

Preto a Cores


Confesso que já gostei menos desta encharpe, as cores não ajudaram muito no princípio, pareciam não 'casar' umas com as outras, mas agora já vou ganhando uma certa simpatia com elas ;o) É o que dá ter pouco stock de lãs em casa, pouco mesmo, não sou dada a comprar muitos novelos mas se um dia 'perdesse a cabeça' adoraria trazer a loja das lãs comigo para casa, se um dia me sair a 'sorte grande' iria sem dúvida gastar um bons euros em novelos ;o) 

Boa sexta-feira e Bom fim de semana !

P.S.: Fiz uma adenda ao post do anel mágico com uma forma mais directa de o fazer, sem precisar de um nó adicional no fim, no entanto na forma como expliquei também é possível fazer isso logo no princípio, vejam aqui

19 de setembro de 2013

Um aparte

Até quando a Google/Blogger consentirão que sites geradores de spam (maioritariamente dos EUA) continuem a minar as fontes de tráfego dos sites/blogs. No caso deste blog têm aumentado vertiginosamente a visita ainda que 'artificial' -  computorizada -  de sites que se alimentam de fazer visitas a sites/blogs 'verdadeiros' para poderem através da curiosidade de cada um de nós remeter a mesma visita a eles. Aconselho a nunca clicarem nos links duvidosos na vossa fonte de tráfego, sabe-se lá o que daí pode acontecer. Para vos exemplificar, era muito raro por dia ter 100 visualizações, de à uma semana para cá começou a aumentar e hoje até a este preciso momento este blog já contabiliza quase 500 visualizações, 90% são desses sites, os que aparecem na imagem (incluindo outro: adsensewatchdog). A internet (e a mente humana) tem mesmo mais que se lhe diga !

O Anel Mágico

Nesta página mostro-vo algumas formas de começar um trabalho circular em crochet sem necessidade de fazer correntes para formar o anel. À medida que fui fazendo novos projectos encontrava novas formas de fazer o mesmo efeito. O anel mágico é uma opção sobretudo quando se quer um centro bem fechado, se se pretender um centro com espaço aberto a opção das correntes é a melhor.
Anel Mágico - a minha opção favorita
Favorita porque não necessita de um nó adicional, pois depois de puxadas as laçadas o anel fica bem fechado e seguro e a ponta excedente pode ir sendo escondida à medida que se faz o trabalho.

fazer 2 voltas completas à volta do dedo e deixar uma meia volta como mostra a imagem

inserir a agulha por baixo da meia volta e na 2ª volta
puxar uma laçada da 3ª volta (a 1ª que se enrolou no dedo)

e puxar essa laçada por baixo das 2 primeiras

faszer as correntes necessárias para começar o trabalho

ir sempre trabalhando em torno do anel com o cuidado de não deixar nenhum ponto fora do sítio, aqui já se trabalha com o anel fora do dedo

 trabalhar como se pretende


imagem a
quando se chegar ao ponto de fechar o anel (imagem a):
- puxar ligeiramente a ponta do fio, no caso da imagem o anel inteiro moveu-se de cima para baixo (imagem b) por isso é esse anel que tenho de puxar junto ao último ponto baixo, isso fará o anel exterior apertar (imagem c). Depois é só puxar a ponta do fio e fechar o anel (imagem d), isto segurará firmemente o centro do trabalho. Fechar o círculo com um slip stitch (imagem e/f) e depois é ir escondendo a ponta de fio nos pontos e carreiras seguintes.
imagem b
imagem c
imagem d
imagem e
imagem f
Outra forma de fazer I
Mas que requer nó adicional e remate das pontas com agulha de costura


Esta é a forma como comecei a fazer inicialmente o anel mágico. O vídeo que publico é de certa forma uma tentativa de fazer um video por completo do quadrado que fiz para o poncho, entretanto mudei de ideias e fiz somente o esquema. Optei por não falar no video, penso que pelas imagens será de fácil compreensão. Esta forma de anel mágico não dispensa um nó adicional (ver imagem em anexo).




Uma outra forma de fazer II

Num livro que tenho em casa encontrei estas instruções para fazer o anel mágico, a qual prescinde de um nó adicional no fim mas não o do rematar a ponta para depois cortar o fio, esta forma será mais directa de se conseguir fazer. Usando a forma como fiz no vídeo acima também é possível fazer o mesmo efeito,  passando o fim do fio por dentro da argola (como mostra o passo 4 da foto abaixo).






18 de setembro de 2013

Granny Square Flores Campestres - Esquema

Olá Bom dia ;o)
Não querendo faltar ao prometido e para não esperar mais pela conclusão dos remates dos quadrados do poncho, venho cá publicar o esquema que fiz para este quadrado. Apesar de não saber se existe este esquema algures pelo mundo fora este foi um quadrado que eu criei ao brincar com a agulha e a lã. Ciente de que o esquema original que usei no poncho tinha imprecisões (no que se refere ao acabamento, o quadrado ondulava) decidi fazer alterações ao esquema para publicar aqui, coisa pouca, apenas muda a última carreira no meio do quadrado: ao invés de 3 pontos altos, fazer apenas 2, como mostra o esquema que desenhei e a foto também (pois fiz um quadrado a propósito para vos mostrar). Optei por fazer o esquema desenhado, não muito fácil de ficar bonito e perceptível mas é sem dúvida a maneira menos trabalhosa de explicar, no tutorial do Granny Square Sol do Meio-Dia fiz através de fotos e deu mesmo muito trabalho. Espero que gostem! Eu por cá estarei a rematar pontas do poncho que aos poucos está a ficar 'limpinho' delas e espero que hoje possa ir comprar mais lã rosa para terminar um palmo de comprimento de pontos altos que ficou por terminar, chamem-lhe azar, eu cá chamo-lhe karma !

PS: Num próximo post publico um video que fiz a explicar o anel mágico e a 1ª carreira deste quadrado.



o avesso a ficar limpinho e o meu karma de a lã acabar quase a terminar um trabalho

16 de setembro de 2013

Um dos projectos de Natal

Echarpe de flores japonesas, ideia daqui, seguindo o tutorial da Fátima Lourenço. No entanto notei diferenças na forma como fazer, comparando com as imagens das flores feitas pela Lucy, principalmente na penúltima carreira em que se irá fazer as pétalas, a Lucy parece-me usar umas 4 correntes já a Fátima 8. Conheço de relance a história do esquema verdadeiro destas flores, que foi retirado da internet por causa de direitos de autor, embora pelo que sei nunca houve denuncia mas apenas o cuidado em não difundir um esquema protegido por direitos de autor. Ao escrever este post e a indicar links dei-me conta que não segui à risca um detalhe da pétala, pois reparei que cada uma começa indo à carreira que está a preto (ver flor do lado esquerdo) e eu fechei a pétala no ponto baixo do meio da carreira azul. Não sei se farei alterações, apenas estive a experimentar as instruções e a conjugar as cores que posso usar, no entanto sei que a cor predominante será o preto, pois é a lã que tenho em maior quantidade.  Irei seguir o mesmo formato da echarpe que a Lucy utilizou, embora eu tenha modificado a divisão cromática das carreiras das flores. Este será um projecto com a finalidade de usar o stock de lãs antigas e restos de actuais que tenho vindo a acumular e que eu não pretendo usar para peças para mim.


15 de setembro de 2013

Só para dizer que...

já fiz os quadrados todos do poncho. Fiquei meio sem reacção quando fiz as contas do total. Quando terminei uma das faces eu tinha contado 105 quadrados, entretanto depois de fazer outros 105 para a outra face cheguei à conclusão que tinha que fazer mais uns quantos para fechar o decote e cheguei à módica quantidade de 224 quadrados !! E está enormeeeee ;o) O bico à frente chega-me aos joelhos  e eu até nem sou muito baixa (1,65m + ou -) e nos braços, com eles em baixo, o poncho de lado chega um pouco acima dos pulsos. Nunca pensei fazer algo tão grande, de certa forma fiz mal as contas por não contar que os quadrados assentes nos ombros esticam um pouco e que menos 2 carrreiras talvez tivesse ficado melhor. Sinceramente ponderei em desmanchar mas em certas zonas fiz a união de quadrados em join-as-you-go de forma aleatória o que não permite desmanchar apenas os que queria.


Hoje iniciei o contorno exterior e tenho esperança de que não tenha que comprar um novo novelo de mais cores só para acabar os últimos pontos, ainda me recordo de na minha colcha em granny squares ter-me acabado a lã bege uns 3 pontos altos antes de terminar o último quadrado... Vale-me ter em mente novos projectos de ofertas de Natal (sim, leram bem, por cá já se pensa nisso eheh) e espero dar algum fim em lãs que não quero usar para mim e que dê um fim a estes restos de novelos que por mais que eu me queira ver livre deles eles nunca mais acabam ;o)
Seguem-se dias 'tenebrosos' a rematar as infindáveis pontas do avesso... Regresso quando ganhar essa batalha ;o)

13 de setembro de 2013

Casaco terminado

Acho que ficou mais perfeitinho que o 1º casaco que fiz para o meu filho, principalmente as mangas, mas como o 1º foi completamente da minha cabeça estou desculpada. O casaco ficou enooormme, acho que vai dar até aos 4 ano do meu filhote eheh. Sobrou-me de lã o equivalente a 1 novelo, pois tenho 2 novelos encetados, com esse de sobra irei fazer um gorro daqueles com orelhas, para fazer conjunto.


À pouco fui buscar mais um novelo rosa para ver se acabo o meu poncho, pois já falta pouquissimo e tal como disse num outro post, terei que adicionar carreira(s) extra no decote, por estar muito largo.

Quase lá !

Já me esquecia do quanto é rápido tricotar e também aborrecido costurar peças em tricot ;o) Falta-me costurar as mangas, mas já coloquei botões no casaco, que mais parece um robe, fica enorme no meu filhote, tal como eu suspeitava um pouco grande na largura, na altura que comecei enganei-me na metragem da lã e não quis desmanchar. É sem duvida um casaco que o vai ver crescer LOL 
Quanto à gola, tive mesmo que improvisar e cheguei à conclusão que a forma como fiz foi inversa à que o livro pedia. No livro a gola seria trabalhada da zona por detrás do pescoço e ia crescendo para os lados, sempre a descer até ao decote, e comecei do decote  (frente) e terminando atrás do pescoço. dei uns pontinhos na gola atrás para ficar sempre com a dobrinha (visto que o casaco não tem botões até acima) assim o rapaz estará sempre com a gola composta ;o)






12 de setembro de 2013

Feliz dia do Crochet !

Hoje é o Dia Internacional do Crochet e eu ando a tricotar! ando mesmo trocada... No Dia Internacional do Tricot (15 junho) eu estava a crochetar ;o)



O casaco está a dar-me algumas preocupações, estou a sentir 'na pele' o facto de ter feito alterações ao esquema original por não ter o tamanho que eu pretendia e agora as instruções para a gola são tão confusas que acho que vou ter que improvisar...


11 de setembro de 2013

A 'desculpa perfeita' para tricotar ♥

Acabou-se-me a lã rosa do poncho eheh ;o) Ontem de noite lá fiz o 'esforço' para acabar a manga que tinha deixado por acabar e comecei a outra e já vou quase a meio ;o) Depois é a gola e barra dos botões, ai os botões, acho que não tenho nenhuns que se adequem e lá terei que ir a caça de uns...
Isto de se deixar trabalhos em tricot a meio não é a mesma coisa que os em crochet, demorei algum tempo até perceber onde tinha ficado, se já tinha feito os aumento todos, enfim, cheguei lá, mas valeu-me que o modelo até é fácil e as instruções serem detalhadas, ainda que um pouco confusas.
Para quem não sabe, o modelo é este.


Ontem de noite a começar a 2ª manga
(com o poncho de fundo a aguardar uma nova ida à loja das lãs)

10 de setembro de 2013

Fotos do xaile

Quando terminei o xaile para a minha irmã não tirei fotos da peça por inteiro por não ter condições em casa e fora para tal, ainda assim hoje tirei fotos uma dentro de casa e outra fora e não ficaram as melhores mas foram as possiveis. Tirar fotos sozinha não é fácil e com um temporizador algo curto, muito menos ;o) Já nem para falar de vezes em que a peça não aparecia por inteiro ou era eu que não me gostava de ver na foto, não nasci para modelo ;o) muito menos para fotógrafa ;o)



9 de setembro de 2013

Ainda me perco ♥

ou será que me acho ? Que tentação em fazer um dos modelos gratuitos em tricot da Phildar, fiquei apaixonada pelos casacos. Gosto muito de casacos para os pequenos, acho que nunca são demais, prefiro-os em vez de camisolas grossas, por ser mais prático e aliás aqui no Algarve nunca faz dias muito frios mesmo de Inverno. Apesar dos modelos serem feitos com lãs da marca Phildar que por cá não se encontra nas lojas de lãs, os modelos vêm com instruções para 2, 4 e 6 anos e conforme a grossura das lãs/agulhas será fácil chegar a uma lã ideal para usar, mas... antes tenho que acabar o casaco que comecei e pouco me falta para acabar, irei agarrar-me a ele após concluir o poncho, apesar de já ter em mente outro projecto em crochet, mas quero mesmo muito desenferrujar o meu tricot que tem ficado um pouco esquecido por causa do crochet.

modelo PHILDAR
modelo PHILDAR

7 de setembro de 2013

9999 - Obrigada ;o)

E à uns minutos atrás 'descobri' ter chegado à 9999 vizualizações. Ena, tantas !! O meu muito obrigada a quem está aí desse lado. Bom fim de semana ;o)


3 de setembro de 2013

Poncho: o meu esquema

Acho que nunca cheguei a mencionar que este modelo de poncho surgiu mesmo do nada , não pensava nada em concreto, limitei-me a fazer um conjunto quadrado de quadrados com a lã que me sobrou do xaile que fiz para a minha irmã e do nada lembrei-me que podia fazer um poncho para mim, pois eu não sou dada a xailes, prefiro agasalhos que não tenha de estar sempre a ajeitar, o poncho seria o ideal para os dias mais frios aqui pelo campo, como também nas idas à cidade ;o) Não me baseei em nenhum esquema ou modelo específico, quis colocar em prática um quadrado que me saiu das mãos sem sequer pensar muito mas ainda assim fiz alterações, não muito felizes, confesso, porque fez com que o quadrado ficasse menos plano, que ondulasse um pouco, mas só me dei conta ao fim de algumas carreiras e não quis desmanchar, no entanto, depois de unidos esse pormenor não é tão perceptível. Num futuro próximo partilharei como fiz o quadrado e como acho que será melhor para o fazer. à medida que o poncho ia crescendo ia pensando qual a altura do mesmo, até onde queria que ele chegasse nos braços, optei pela altura do cotovelo e ainda assim ficou um pouco abaixo disso. 

Como já referi no post anterior a frente já está acabada (em termos gerais) e já estou algo avançada nas costas. Desde o inicio do poncho sempre quis fazê-lo sem costuras, as mesmas serias feitas pela união em join-as-you-go o que no princípio das costas me valeu umas quantas dores de cabeça, sem falar na combinação dos quadrados, sem querer que os bordos fossem iguais lado a lado, ou seja, optei por haver concordância com a disposição diagonal da peça. No inicio da execução do poncho optei por fazer logo o esquema da combinação de cores e para isso fiz um esquema de todas as combinações possíveis sem repetir a mesma cor no quadrado e apenas usando 3 cores em cada um mas logo me dei conta que não era tão fácil assim e optei por me basear nesse esquema apenas para que á medida que eu fizesse os quadrados pudesse ter esse auxiliar de memória para poder usar as mais diversas combinações de cores, sem haver muitas repetições.  Usei apenas esse esquema para as 4 primeiras carreiras da frente do poncho e depois decidi fazer 'ao calhas'. Nas costas optei por fazer o mesmo esquema de cores da frente com uma ou outra alteração para que quando unisse a frente e as costas não houvesse quadrados com a mesma cor lado a lado. Até agora tenho feitos os quadrados pintados a azul (ver esquema) e a verde será uma carreira opcional caso o poncho fique demasiado decotado. Estou a 66 quadrados do fim ;o) Boa semana ;o)


A azul: os quadrados que já tenho feitos nas costas do poncho.
A verde: carreira opcional para tornar o poncho menos decotado



Outros posts referentes ao poncho: texto na íntegra clicar nos respectivos links