29 de junho de 2013

Uma mala para a menina ;o)

Já tive a oportunidade de entregar a prenda que fiz para uma menina de uma amiga que fez 2 aninhos. Quis fazer algo que se adaptasse a uma menina em crescimento e apesar da minha ideia inicial ser a de fazer um casaquinho ou colete com os granny squares, achei a ideia de uma mala divertida e adorei fazê-la e fui picada pelo bichinho das malas, daí ter decidido fazer uma outra mala mas de modelo diferente para uma outra aniversariante. Para se adaptar ao crescimento da menina optei por fazer uma alça ajustável aproveitando os buracos dos cantos dos granny squares, com apenas 2 botões consegui isso. Depois pensei no forro e queria que o mesmo fosse possível retirar para lavar e também para proteger a mala por dentro e não correr o risco de perder coisas que estejam dentro da mala e com botões, novamente, consegui isso. O meu 1º mocho foi para esta mala. O fecho da mala exterior fi-lo à 2 dias atrás, até então andei sem ter uma ideia que me agradasse de todo, e acabei por optar por um pequenino e também com botão.

Um pormenor dos granny squares

Como ficou a mala no final

Pormenor do botão de fecho da mala

aqui a mala ainda não tinha o fecho exterior
como o forro é preso (apenas pelo botão ao centro, um de cada lado)


o forro a sair da mala (por acaso está do avesso para se perceber melhor
Os 2 botões rosa são os que prendem as abas que dão um acabamento ao bordo da mala


a mala com a alça sem estar presa

a forma como optei para prender a alça e regular conforme se pretenda




27 de junho de 2013

Na hora de pensar num forro

para a mala. Acho que só comprei umas 2 vezes tecidos e os mesmos foram para fazer cortinas para as minhas janelas da cozinha. Adoptei os estores de enrolar e dei fim aos continados de presilhas e o que me sobra desses tecidos pouco se adapta ao que preciso para forrar a mala. Muitos dos tecidos que tenho trouxe-os da casa dos meus pais e muitos deles são pouco giros, muitos antiquados a meu ver... Mas acho que tenho um que se adapta ao que preciso, tenho é que procurar...  Quando não tenho o tecido que preciso e tenho uma peça de roupa que pouco usei e que seria a cor ou padrão ideal para o que quero usar não hesito em cortá-la sem dó nem piedade, ainda que quase nova e que o único senão é mesmo não me servir... Na próxima sesta do meu pequenino lá tenho que ir revolver o meu stock de roupas que coloquei de lado para-fazer-qualquer-coisa-com-elas.
Ontem de noite bloqueei a 'mala' para ficar com cantos e forma mais certas.


peça boqueada

depois de bloqueada, o avesso.

o direito

o contraste do avesso com o direito

como ficará a forma da mala

25 de junho de 2013

Malas, nunca são demais !

Eis a prenda de que vos falei no post anterior a este, ainda não está concluída mas já se parece com uma mala ;o) Esta prenda era para ser uma coisa e transformou-se noutra. E depois de alguma indecisão eis que me lembrei de dobrar ao meio a peça que já tinha feita. Gostei. Comecei a pensar nas alças e até á pouco fiz uma 2ª alça para reforçar a 1ª. O próximo passo fazer mais 2 alças (uma verde para o exterior e uma castanha para o interior), unir a duas partes das alças umas à outras, uniformizar o bordo para melhorar as zonas arredondadas dos triângulos castanhos, encontrar um fecho para a mala e pensar num forro. Coisa pouca portanto ;o)



22 de junho de 2013

Prendas


Das coisas que mais me agrada é fazer prendas a pensar em alguém. Tenho feito poucas e ainda assim a maioria em crochet. A imagem acima é do que estou a fazer no momento, uma espécie de aproveitamento de 2 estrelas que optei que não entrassem (devido às cores) na colcha que iniciarei a curto prazo.
A imagem abaixo é a de uma oferta que já tinha concluído há já algum tempo, uns sapatinhos em tricot, aos quais juntei uma bandolete com a mesma lã (decorada com uma flor em crochet) e que tive conhecimento que chegaram hoje ao destino ;o)

19 de junho de 2013

Da prateleira da loja...

... para a minha casa ;o)


Ontem fui dar um passeio em família e fomos à Fnac, lá estive a namorar uns livrinhos (nada baratos), coisas relacionadas com Crafts e fiquei de olho em 2, mas vendo o preço tratei logo de colocá-los no lugar e pensar noutras coisas. Quando vinhamos embora vejo o livro nas mãos do meu marido e ele tratou de me fazer o gosto. ;o) Apesar de este livro ser quase um Tratado da agulha e de apenas me interessar algumas temáticas, na costura tem coisas girissímas e tutoriais interessantes e apesar de ser em inglês e o que fala de tricot ser no modo inglês de fazer tricot eu ainda vou tirar muitos ensinamentos dele, agora só faltam é oportunidades para tal... espreitem lá !



tricot


tricot

tricot

crochet, ensina de tudo, apenas fiz ênfase a este cão fofinho

bordado

bordado

Patchwork

Patchwork


Patchwork

Patchwork
Quilting


acabamentos costura




15 de junho de 2013

A experimentar um esquema

que tinha falado aqui algures no fim da minha colcha em crochet, Pois bem, quem anda à chuva molha-se e eu fui picada pelas colchas trabalhosas, fazer o quê? Num passeio à algumas semanas atrás vislumbrei uma revista de crochet e trouxe-a porque tinha visto algo que me alegrou os olhos mas ainda não tinha visto a fundo. Estrelas! E como eu sou louca por estrelas, por mim o quarto do meu filho era forrado de estrelas. Alusivo ao meu apelido materno e alusivo á simbologia bonita que as estrelas têm.
Tenho andado a dispersar-me dos meus objectivos e tenho feito muita coisa ao mesmo tempo. Iniciei outro mocho para o painel que tenho em mente e nas minhas 'noites brancas' quis experimentar o esquema da tal colcha que falei no começo deste post e dava sempre errado. O esquema é uma miniatura que só visto e eu pitosga não estava a fazer bem, depois os simbolos da revista são um pouco diferentes do que estou habituada, a forma de crochetar ora é apanhando os pontos da corrente ou do ponto por inteiro e acreditem faz muita diferença no trabalho e escapar uma coisinha estraga tudo. Hoje comprei mais umas cores, cinza, branco vermelho e amarelo mais forte e com o cinza comecei a experimentar o esquema e lá atinei e está a sair perfeitinho mas tem um detalhe ou outro do esquema que preferi fazer de outra forma. Vamos às fotos ;o)

o hexágono a ganhar pontas e os 2 mochos que fiz, a mamã mocho ainda lhe falta detalhes.

o esquema d' A colcha

apesar da foto da revista não favorecer os detalhes acho-a linda

12 de junho de 2013

Apresento-vos

o mocho para este projecto. Como o trabalho em madeira está parado, nem começado está, andei testar alguns tutoriais e a nunca segui-los à risca (será defeito ou virtude?). Será pequeno demais para o tamanho do painel, provavelmente farei um maior, assim será uma mamã/papá e filho mocho. Farei os personagens à parte e até já me lembrei de mais uns quantos para integrarem a equipa ;o)



a patas do mocho não ficaram bem, ainda vou desmanchar, devia ter apanhado nas correntes dos pontos altos do que em redor dos pontos, faz uma abertura e não acho que fica bem....

11 de junho de 2013

Uma feliz experiência

Andei a brincar com a agulha de crochet com as linhas que tenho estado a usar para uma prenda (que já está concluída no que se refere ao crochet, só me falta armar em costureira para estar mesmo acabada) e quando dei por mim tinha um hexágono e depois na última carreira tinha um quadrado e achei o quadrado tão bonito, foi mesmo obra do acaso... Pode já existir este quadrado pela net mas já me apaixonei por ele e já me pus a sonhar com as combinações de cores, mantendo sempre a verde a 2ª carreira  e o bordo final e alternando de cor a 1ª carreira (flor) e a 3ª carreira. Parece uma pequena flor rodeada por 4 conjuntos de 3 folhas, tipo trevos. Precisava que os dias fossem maiores para poder fazer TUDO o que gostava de fazer. Oh tempo que não esticas !!!

Não coloquei nenhuma corrente entre os conjuntos de 3 pontos altos daí o formato pouco quadrado.
Este é um quadrado a melhorar e para guardar para trabalhos futuros.

7 de junho de 2013

Para uma oferta

Ando a preparar uma oferta para uma menina ;o) mas como a mamã dela conhece este cantinho e não quero perder o efeito surpresa, apenas vos mostro estas imagens:





5 de junho de 2013

Antes que avance mais


venho cá mostrar o que tenho andado a fazer desde o fim da colcha de quadrados que concluí na 6ªa feira passada. Lembram-se de um casaco em tricot que comecei este ano e que por ser quentinho e um bocado grande para o meu filho tenho andado na dúvida em acabar agora ou deixá-lo para o próximo Outono. O link atrás foi o último post que fiz sobre ele e quando estava a terminar a colcha de quadrados em crochet decidi pegar novamente no casaco. Não foi um erro de todo mas vim a aprender que um grande interregno de tempo sem lhe tocar alterou a tensão da malha. Pelos vistos estou mais relaxada e a malha ficou mais larga e quando estava a concluir a última lateral da frente do casaco e comparo com a outra frente vejo que estava maior!! Já estava a ficar vesga a contar carreira e estava certa no nr que fiz mas a tensão tinha-se alterado e... tive que desmanchar e recomeçar de novo. O ânimo ficou bem no fundo em relação ao casaco. Recomecei, tentei apertar mais e ainda assim foge um bocadinho da outra lateral mas vou deixar assim, ainda pra mais vou fazer o bordo e gola todo ao mesmo tempo, trabalhando de uma ponta da frente até à outra o que poderá ajudar a ajustar o lado mais comprido que o outro. Espero mesmo que sim...
o esquema de casaco que estou a seguir, da Debbie Bliss

manga em execução


A par da continuação do casaco comecei um xaile para a minha irmã, com a intenção de o oferecer pelo aniversário dela, em setembro. Era para começar mais tarde mas deu-me cá uma vontade de experimentar... Baseei-me num modelo da Angie mas tive que alterar, não sei de devido à lã mas 1 corrente entre os 3 pontos altos levava a que o xaile começasse a curvar na face mais comprida, por isso tive que não fazer nenhuma e isso já fcou corrigido. Optei também por fazer 2 correntes no canto, quando o esquema refere apenas 1. Já começo a pensar num xaile para mim. Um bem comprido que me permita enrolar nos dias frios ;o)






Quando tiver oportunidade logo vos venho mostrar uma colcha pela qual me apaixonei e que futuramente gostava de fazer para o meu filho. É linda e tem muitas estrelas ;o)

4 de junho de 2013

Passo a Passo - granny square ''Sol do meio-dia'' e bordo da colcha

Bem..., eu 'invejo' quem faz passo-a-passo destas coisas, é quase uma tarefa impossível e apesar de achar que o meu não ficou nada de jeito, acho que é uma forma de 'eternizar' um pouco este quadrado que adaptei de um de um livro que tenho em casa. Tentei escrever um esquema com simbolos e não foi fácil tive quase a desistir, porque existem algumas situações no esquema que não sabia como esquematizar e fazer em texto corrido acho que se tornaria uma tarefa hercúlea para perceber, ainda assim fiz o passo-a-passo em fotos e também em esquema, mas fiem-se mais nas fotos ;o)
Tenho este post começado há já algum tempo e só hoje dei por concluído, reunir tudo o que é fotos, editar e fazer esquemas para quem nunca soube perceber esquemas até bem à pouco tempo não é nada fácil. Fiz este post para quem estiver interessado em algo que tenha feito neste trabalho bem como para mim, se um dia me apetecer aproveitar ideias desta colcha para outro trabalho já sei que posso encontrar aqui o m eu auxiliar de memória ;o)
AVISO: Post longuíssimooooo...... ;o)


o quadrado que fiz com alterações em relação às instruções do livro

O esquema: foi o melhor que consegui e não sei se tem algum erro.
Na 4ª carreira começei sempre antes do canto e os cantos apenas têm uma corrente. Na união dos quadrados fiz uma outra carreira no join-as-you-go e com 2 correntes nos cantos.
O ponto preto que aparece no esquema não é o ponto baixo mas o baixíssimo (conheço-o assim) usado para unir carreiras



Passo-a-Passo em Fotos

Quadrado «Sol do Meio-Dia»

1)  5 correntes

2) apanhar 1º ponto ..

3)...laçada...

4) círculo fechado

5) 4 correntes

6) início de ponto alto duplo com 2 laçadas iniciais...

7)...passar a agulha por dentro do círculo, apanhar uma laçada e fechar o 2 pontos seguintes

8) nova laçada (aqui não mostrei a mesma...) e apanhar os 2 pontos seguintes

9) restam 2 pontos e apanhar nova laçada (também não mostrei nesta foto)...

10) ...e os 2 últimos pontos num só

11) 1 corrente

12) repetir desde o passo 7, intercalando sempre entre cada ponto alto duplo 1 corrente. Serão necessários 12 pontos altos duplos

13) para fechar este círculo faço 2 correntes...

14) ... e depois com a unha aperto e fica um nó bem apertado
( no passo 35 irei mostrar como remato logo as pontas)

15) nova cor.

16) 1 corrente

17) 1 ponto baixo, passando agulha por dentro do círculo, apanhando laçada e fechando os 2 pontos seguintes

18) 1 corrente e repete o passo anterior

19) fazendo sempre uma corrente entre cada ponto alto duplo do círculo azul

20) terminar com 1 corrente...

21) passando por dentro do arco feito pela 1ª corrente do início desta carreira castanha

22) ficamos com 2 pontos na agulha. O 1º ponto na agulha (da esquerda) vai passar por dentro do segundo e...

23) fica num só ponto.


24) a seguir 3 correntes. ( o círculo fica franzido mas depois com a fase seguinte de 'bicos ' em ponto alto duplo e esse franzido desaparece)

25) 1 ponto alto duplo dentro  do primeiro arco de onde fizeram as 3 correntes iniciais

26) fazer mais 2 pontos altos duplos, quando tivermos 4 paus...

27) fecham-se os 4 pontos num só

28) 3 correntes 

29) repetir sucessão de 4 pontos altos duplos sem fechar cada um...

30) quando tivermos 4 paus em ponto alto duplo fecham-se os 4 num só, fazendo no total 12 conjuntos de 4 paus em ponto alto duplo

31) terminar com 3 correntes e apanhar o ponto central do 1º conjunto de 4 paus do inicio desta carreira em castanho

32) fazer 2 correntes

33) apertar bem os 2 pontos e fica um nó bem seguro

34) remates: passo o fio para a frente através de um buraquinho

35) passo o fio para trás e com a agulha trago-o novamente para a frente...

36) fio na frente do círculo

37) no ponto de corrente seguinte passo o fio para trás

38) a agulha aponta para o lugar aonde está o nó e a ponta do fio agora está uns pontos mais à frente. Com a carreira seguinte em cor crú irei 'entalar' a ponta de sobra do fio castanho e recorto a ponta a mais, assim garanto que as pontas não se soltam tão facilmente com o tempo.
39) 2 correntes

40) 4 pontos altos

41) mais 4 pontos altos ( sem nenhuma corrente a separar os grupos de pontos altos

42) 3 pontos altos duplos e 1 corrente e mais 3 pontos altos duplos (estes últimos 3 não fotografei)

43) 1 cantos já está feito, logo a seguir a estes 2 conjuntos de pontos altos farei um novo canto com pontos altos duplos

44) 2 cantos

45) a totalidade do quadrado com as 2 correntes para finalizar e apertar.

46) as 2 correntes apertadas

47) Seguindo o tipo de remate que apliquei no passo 34, a agulha de crochet está a apontar nesta imagem para o local onde foi feito o nó e a ponta rematada está até aonde a rematei.

Bordo da colcha

Carreira para uniformizar a união dos qudrados

Os quadrados foram unidos com o join-as-you-go mas nos bordos é sempre necessário acrescentar uma carreira depois dessas uniões para uniformizar a peça. Vi algumas formas e nenhumas delas me agradou, andei a experimentar uma outra forma que me veio à ideia mas acabei por optar por esta que vou mostrar e que já tinha mostrado anteriormente e com lã a contrastar, mas só neste post mostro como fiz. Acho-a mais uniforme porque aperta mais as uniões dos quadrados.

ponto alto apanhado no canto do quadrado direito

Fazer outro ponto alto: 1 laçada, enfiar a agulha no canto do quadrado à direita e sair com agulha pelo canto do quadrado á esquerda

1 laçada e fechar pelos 2 pontos seguintes

e com nova laçada (não fotografada) fechar os dois que se apresentam na agulha

ponto alto feito

1 ponto alto apanhado no canto do quadrado à esquerda

Bordo anterior e Bordo final

Pensei ter fotografado o passo-a-passo do bordo, fi-lo apenas para os cantos da colcha e não acho muito perceptível. Acabei por fazer um esquema, espero que seja de fácil compreensão

como ficou o bordo

Optei por fazer o bordo anterior ao bordo final com o ponto alto do meio a apanhar no ponto do meio do grupo de 3 pontos altos situados 2 carreiras abaixo. faz um efeito engraçado que, em conjunto com o bordo final até harmoniza bem. No bordo final também fiz o mesmo ponto do meio a apanhar no ponto alto do meio do grupo de 3 pontos altos  situados 2 carreiras abaixo para fechar um pouco o bordo e torna-lo menos 'esburacado'.
Vejam o esquema para perceber melhor:

 a 1ª carreira corresponde à união dos quadrados em join-as-you-go

No canto o esquema é igual.
No canto do bordo anterior ao final fazemos 2 conjuntos de 3 pontos altos, separados por 1corrente, sendo que o ponto alto do meio de cada conjunto apanhado 2 carreira abaixo.
No canto do bordo final o esquema dessa carreira repete-se.